Usando Sass com Create React App (sem ejetar)

A maneira mais fácil de iniciar um projeto com React é usando a ferramenta oficial que o Facebook criou, para nos dar um boilerplate inicial para qualquer projeto com react. Sim, estou falando do Create React App.

Para iniciar nosso projeto, só precisamos instalar o Create react app:

npm install -g create-react-app

Criar o nosso projeto:

create-react-app react-app-with-sass

E então rodamos nosso proejto e começamos a brincadeira:

cd react-app-with-sass
npm start

O problema

Como queremos usar Sass em seu projeto react, existem 2 maneiras comuns para fazer isso:

  1. Criar uma task separada para compilar o Sass para CSS

Instalar o Sass, executar uma conversão para o CSS e incluir o CSS no aplicativo React. Este é um processo simples, pois o sass é uma gem do Ruby, porém é preciso executar um processo separado para fazer a conversão, paralelamente ao processo que está rodando o aplicativo React.

  1. Ejetando seu React app O processo de “Ejetar”, remove parte da “mágica” do Create react app, revelando as configurações, scripts de criação e as dependências. Com isso, eles são movidos para dentro do projeto.

Isso é ótimo para desenvolvedores avançados, e quando precisamos customizar algumas tasks do Webpack permite uma melhor personalização, mas para iniciantes acaba sendo mais confuso.

Mas então, como faremos isso sem ejetar nosso app e sem rodar uma task paralela?

..você não é obrigado a usar nada. Pense e use se fizer sentido.

Usando Sass no meu projeto

Felizmente esse problema é bem fácil de ser resolvido. Primeiro, vamos instalar a interface de linha de comando do Sass.

Para isso vamos instalar o node-sass-chokidar como dependência do nosso projeto:

npm install --save node-sass-chokidar

O node-sass-chokidar, é um pequeno wrapper em torno do executável node-sass, que usa o chokidar em vez de Gaze ao monitorar alterações nos arquivos. A funcionalidade é a mesma do node-sass, sendo a única diferença o chokidar em vez do Gaze para a visualização de arquivos.

No nosso package.json, vamos adicionar as seguintes linhas em “scripts”: Then in package.json, add the following lines to scripts:

"scripts": {
  "build:sass": "node-sass-chokidar src/ -o src/",
  "watch:sass": "npm run build:sass && node-sass-chokidar src/ -o src/ --watch --recursive",
}

Dica: Caso queira utilizar um pré-processador diferente, apenas altere as tasks build:sass e watch:sass de acordo com a documentação do pré-processador.

Agora você pode renomear o App.css para App.scss e rodar o comando npm run watch:sass. Ele irá encontrar e monitorar qualquer arquivo Sass em qualquer subpasta da pasta src, e gerar um CSS correspondente na mesma pasta do .scss.

Se seu arquivo App.css continua sendo importado dentro do arquivo App.js. Você pode editar o arquivo App.scss, e o App.css será gerado automaticamente.

Para usar variáveis entre arquivos Sass, você pode usar imports.

Por exemplo, o arquivo App.scss pode importar @import "./shared.scss"; com as definições das variáveis. Para habilitar imports sem usar os caminhos relativos, é só adicionar a opção --include-path no comando em seu package.json;

Tudo bonito, tudo funcionando, mas ainda tenho que rodar uma task separada para gerar os arquivos CSS.

Para resolver isso vamos alterar nossa task de start no nosso package.json:

"start": "npm run watch:sass | react-scripts start",

Agora, toda vez que rodarmos nosso projeto, os arquivos Sass vão ser compilados, e Sass irá monitorar qualquer alteração nos arquivos e gerar novamente e o nosso script do create react app também continuará rodando.

Conclusão

Um post curto hoje que tem como meta facilitar nossa vida, mas lembre-se, você não é obrigado a usar nada. Pense e use se fizer sentido.

Até mais e obrigado pelos peixes.